Ponte na Ilha São João ganhará nova passarela

      A ponte Mário Hafeck, que liga o bairro Barreira Cravo à Ilha São João, é considerada pela Superintendência de Serviços Rodoviários (Suser) como um dos grandes ‘nós’ do trânsito na cidade. Em dias de shows e eventos na Ilha São João, a quantidade de pedestres que circula na pista de rolamento dos carros chega a impedir o trânsito. “A utilização da Ilha São João cresceu muito nos últimos anos. Com isso, o fluxo de pessoas aumentou muito, e a ponte não suporta mais este movimento nos dias de grandes eventos”, disse o diretor-presidente da Suser, Sebastião Faria.
      Faria explicou ainda que, por esse motivo, existe a possibilidade da construção de uma passarela para pedestres no local. “Por enquanto é só uma idéia, mas pensamos em construir uma passarela exclusiva para os pedestres, fora do corpo principal da ponte. O problema é que, ali, faz-se a travessia de um rio, o que encareceria a obra”, disse Faria. Segundo ele, a passarela, além de desviar os pedestres que ocupam a pista para os carros, criaria mais uma faixa de rolamento, o que facilitaria a saída dos veículos em dias de evento na Ilha São João. “A saída dos carros nos dias de maior movimento na Ilha é extremamente problemática. O trânsito fica muito lento”, explicou Sebastião Faria. 
      Na Ilha São João funciona também a sede da secretaria municipal de Cultura, que possui estudos para a construção do Teatro Municipal, o que aumentaria ainda mais o fluxo de pessoas para o local.
      O diretor da Suser estima um gasto de R$ 500 mil para a obra. “Mas isto é só uma estimativa. O projeto ainda não foi feito”, esclareceu Faria. “A decisão de realizar o projeto compete ao prefeito, e já conversamos com a nova administração, o Gotardo está ciente da situação. Na gestão do Neto já melhoramos muitos locais, mas não dá tempo para fazermos tudo o que planejamos. Nossa verba é limitada, então temos que eleger as prioridades”, disse Faria.

      TRÂNSITO - Segundo o diretor da Suser, alguns locais no trânsito de Volta Redonda ainda são críticos.
      - “Já mudamos muita coisa no trânsito da cidade, mas ainda há lugares que preocupam”, disse Faria. “A questão é que o número de veículos cresce na ordem de 4% ao ano, mas as vias continuam as mesmas. Estamos reorganizando o trânsito da cidade - disse Faria, afirmando que, em breve, o cruzamento das ruas 33 e 60, em frente à Praça Pandiá Calógeras, sofrerá alterações. “Vamos colocar um semáforo naquele cruzamento e vamos fazer um reforço na calçada, para proteger os pedestres”, adiantou Faria. Outro ponto que, segundo Faria, também deve sofrer intervenções é a Ponte Presidente Médici, que liga o Aterrado à Vila Mury.
      “O engarrafamento ali, no horário de saída dos colégios, está muito intenso e devemos remodelar aquele trevo de acesso”, disse.

Notícia atualizada dia 05/11/04 às 08:32

Fonte: Diário do Vale e Equipenet

 

Prefeitura Municipal de Volta Redonda | Praça Sávio Gama, numero 53 - Aterrado | CEP: 27215-620 | Tel: (24) 3345-4444