SMS participa da Feira da Juventude

 

 

 

     A Secretaria Municipal de Saúde, através do CDI (Centro de Doença Infecciosas), esteve presente à 1ª Feira da Juventude, que aconteceu no  sábado, 2, no Memorial Getúlio Vargas (térreo da Biblioteca Municipal Raul de Leoni), na Vila Santa Cecília. Durante o evento, onde as  entidades e empresas divulgaram vagas de estágios, cursos e informações sobre ações voltadas aos jovens no município, a SMS, manteve um estande com abordagem sobre as DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis) e AIDS.

     No local have ainda distribuição de informativos sobre o combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika, e sobre ações de controle do tabagismo. As equipes da saúde estiveram ainda orientando o público sobre a importância da prevenção e do diagnóstico destas doenças. A SMS,  neste evento, teve o objetivo de atrair as atenções dos jovens, cuja faixa etária vem se destacando entre os casos de maior incidência de contaminação por Aids. Dados do CDI revelam que, em Volta Redonda, seguindo a tendência nacional, a maioria dos casos de Aids, está registrado em pessoas com idades entre 20 e 49 anos.

     Os números da doença no município seguem panorama nacional, aumentando a cada ano. Entre janeiro a março do ano passado, foram registrados 35 novos casos da doença, no município. Este ano, no mesmo período, estes casos novos chegam a 46.  Quando se trata do sexo com maior incidência da doença, onde os homens continuam liderando os casos.

    O ano de 2015 fechou com saldo de 142 casos novos. Essa tendência promete a se repetir este ano quando registros do CDI revelam que entre janeiro a março foram registrados 14 casos de Aids, em mulheres, e 32 em homens. A secretária municipal de Saúde, Marta Magalhães,  lembra que o Ministério da Saúde produz material informativo atendendo a um público bem diversificado, com enfoque especial entre os jovens, devido a predominância da AIDS nesta faixa etária.

- O município enfrenta, hoje, a mesma epidemia nacional onde verificamos o aumento de casos novos, entre jovens, principalmente, entre jovens homossexuais, por isso,  damos enfoque especial para essa faixa etária, além de ressaltarmos a importância do diagnóstico precoce para esta doença e o uso da camisinha e a testagem rápida para o HIV, melhorando a qualidade de vida, além de ajudar a frear os novos casos da doença – enfatizou a secretária.

 CDI - O serviço de DST/AIDS de Volta Redonda, funciona no CDI, das 7h às 17h, com uma equipe multidisciplinar, formada por  médicos clínicos,médico pediatra infectologista, enfermeiros, psiquiatras, técnicos de enfermagem, farmacêutico, psicólogos, assistente social e dentista. Os serviços disponibilizados são consultas médicas, psiquiátricas, atendimento psicológicos, consultas de enfermagem, palestras, dispensação de medicamentos e preservativos, testagem para HIV.

     A unidade oferece ainda, além do  tratamento clinico,  com dispensação de medicamentos, exames de diagnóstico medindo os de alta complexidade.  Outro serviço é o Disque Aids, 080007830202, que fornece informações educativas abordando a doença e as formas de transmissão e tratamento.

 

 

 

 

Secretaria Municipal de Saúde

Rua 566, nº 31 - Nossa Senhora das Graças  |  CEP: 27295-390

Tel: (24) 3339-9635/ 3339-9636/ 3339-9637  |  Tele/fax: (24) 3347-4148  |  Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.