Dia Mundial Sem Tabaco

 

 

 

 

     A Secretaria Municipal de Saúde de Volta Redonda, através da Área Técnica de Controle do tabagismo, tem bons motivos para comemorar o Dia Mundial Sem Tabaco, nesta terça-feira, 31. Dados do setor revelam que 70%, dos 5 mil pacientes em tratamento,  conseguiram cessar o uso do tabaco. Outra boa notícia é o fato de que boa parte dos pacientes deixa de fumar, no início das atividades no Controle de Tabagismo.

     O atendimento realizado pelos profissionais da Área Técnica de Controle de Tabagismo pode ser encontrado em 46 Unidades de Saúde, cadastradas ao programa, além de uma sala no Centro Universitário da Fundação Oswaldo Aranha, Aterrado.  As equipes se reúnem, semanalmente, para debates sobre o Tabagismo, onde recebem informações necessárias sobre o hábito de fumar.

      Embora o tratamento ocorra em grupos, o acompanhamento aos pacientes também acontece através de atendimentos individuais com o uso de medicamentos, dependendo de cada caso. O  tabagista segue ainda por um ano de tratamento, com reuniões semanais, passando após esse período para reuniões mensais, que tem o objetivo de prevenir possíveis recaídas.  

      A Área Técnica do Tabagismo da SMS/VR – composta por cinco profissionais, incluindo psicólogo, cirurgião dentista, enfermeira, além de outros dois médicos - realiza ainda ações educativas em escolas da rede pública, através de parceria com o Programa Saúde na Escola. As associações de moradores também recebem atenção desta equipe, com informativos sobre os riscos do tabaco para a saúde, além de acompanhar pacientes tabaco dependentes.

      Para ter acesso ao grupo, o tabagista – que precisa se direcionar a uma unidade de saúde mais próxima credenciada ao programa - é acolhido pela equipe de tabagismo, onde passa por uma entrevista individual e avaliação clínica, sendo posteriormente encaminhado ao grupo terapêutico cognitivo comportamental. É importante que o interessado nesse atendimento apresente, no ato da inscrição ao programa, documentos pessoais, além do cartão SUS.

GRAVE - A fumaça do cigarro contém três vezes mais nicotina, três vezes mais monóxido de carbono, e até cinquenta vezes mais substâncias cancerígenas. A OMS enfatiza ainda sobre os danos do cigarro à vida do bebê em período gestacional. Segundo a entidade a grávida fumante transforma o bebê em um fumante ativo e este feto, ao nascer terá baixo peso, dificuldades em mamar, dificuldade respiratória, além de correr o risco de morrer logo após o nascimento.

 

 

 

 

Secretaria Municipal de Saúde

Rua 566, nº 31 - Nossa Senhora das Graças  |  CEP: 27295-390

Tel: (24) 3339-9635/ 3339-9636/ 3339-9637  |  Tele/fax: (24) 3347-4148  |  Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.