Assistência Farmaucêutica

Assistência Farmacêutica 

É definida como o conjunto de ações desenvolvidas pelo farmacêutico e outros profissionais de saúde, voltadas à promoção, proteção e recuperação da saúde, tanto no nível individual como coletivo, tendo o medicamento como insumo essencial e visando o acesso e o seu uso racional.

Com relação o acesso ao medicamento, a assistência farmacêutica é divida em três componentes com responsabilidades pactuadas por cada ente federativo (Município, Estado e União).

 

Componente Básico da Assistência Farmacêutica

A Assistência Farmacêutica na Atenção Básica é financiada pelo Ministério da Saúde, Estados e Municípios e destina-se ao custeio dos medicamentos destinados às doenças mais prevalentes e prioritárias da Atenção Básica da Saúde.

A lista padronizada de Volta Redonda conta com 186 apresentações farmacêuticas para uso do usuário no momento do seu atendimento e para dispensação em uso ambulatorial.

Ainda, este componente é responsável pelo fornecimento de Insulinas Humanas NPH, Regular (frascos de 10 ml) e os insumos farmacêuticos aos insulinodependentes.

O acesso aos medicamentos deste componente é dado nas unidades da Atenção Básica (UBS/UBSF) e no setor 1 da Farmácia Municipal (Aterrado).

DOCUMENTOS:

Relação Municipal de Medicamentos Essenciais, fornecidos nas Unidades Básica de Saúde e Unidades Básicas de Saúde da Família

Relação Municipal de Medicamentos Essenciais fornecidos no setor 1 da Farmácia Municipal

Orientações sobre o receituário e normas de dispensação

Portaria GM/MS nº 1.555, de 30 de julho de 2013

 

Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (CEAF)

O Componente Especializado da Assistência Farmacêutica visa garantir no âmbito do SUS, o acesso ao tratamento medicamentoso, de doenças raras, de baixa prevalência ou de uso crônico prolongado com alto custo unitário, cujas linhas de cuidado estão definidas em Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas - PCDT, publicados pelo Ministério da Saúde - MS.

Os medicamentos especializados são de responsabilidade Ministério da Saúde (co-financiamento e aquisição de parte do elenco) e Secretaria Estadual de Saúde (aquisição e distribuição aos municípios).

O acesso aos medicamentos deste componente é dado no Polo Estadual de Medicamentos localizado em anexo ao setor 1 da Farmácia Municipal (Aterrado).

Em breve, o Pólo será instalado na antiga Farmácia Popular do Brasil, localizada na Rua 574 Nº 99, Bairro Nossa Senhora das Graças – Volta Redonda.

DOCUMENTOS:

Lista de medicamentos do CEAF

Orientações para cadastramento

LME - versão out/2014 - Preenchimento Manual / Preenchimento eletrônico

Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas do Ministério da Saúde

Cadastro de Pacientes Particulares e de Planos de Saúde

Portaria GM/MS nº 1.554, de 30 de julho de 2013

 

Componente Estratégico da Assistência Farmacêutica

O Componente Estratégico é um conjunto de medicamentos utilizados para o tratamento de patologias contempladas em programas específicos do Ministério da Saúde, que configuram problemas de saúde pública.

Estes medicamentos têm controle e tratamento definidos por meio de protocolos e normas estabelecidas.

O financiamento destes medicamentos é de responsabilidade do Ministério da Saúde, que realiza sua aquisição e repassa aos Estados ou Municípios, de acordo com a programação anual.

O acesso aos medicamentos deste componente é dado no Centro de Doenças Infecciosas - Tuberculose, Hanseníase, DST/AIDS, Endemias Focais (Tel.: 3339-2061 / 3339-2056  / 3399-9460), Farmácia Municipal – Tabagismo (3339-9467 / 3339-9468) e UPA Sto Agostinho – Influenza H1N1 (3338-4376).

DOCUMENTOS:

Relação Municipal de Medicamentos Estratégicos - anexo 1 da REMUME

 

Farmácia Popular

A Farmácia Popular do Brasil faz parte da Política de Assistência Farmacêutica do Ministério da Saúde, visa assegurar à população o acesso a produtos básicos e essenciais gratuitos para hipertensão, diabetes e asma (“Saúde Não Tem Preço”).

Aqui Tem Farmácia Popular

Expansão do Programa Farmácia Popular do Brasil, realizado através do credenciamento da rede privada de farmácias e drogarias com o objetivo de levar o benefício da aquisição de medicamentos essenciais a baixo custo a mais lugares e mais pessoas, aproveitando a dinâmica da cadeia farmacêutica (produção - distribuição - varejo), por meio de parceria do Governo Federal com o setor privado varejista farmacêutico.

O acesso aos medicamentos deste programa é dado nas farmácias particulares credenciadas ao programa.

 

DOCUMENTOS:

Medicamentos gratuitos para hipertensão, diabetes e asma que integram o "Saúde Não Tem Preço"

Instruções de operacionalização do sistema para dispensação de medicamentos gratuitamente

Medicamentos disponibilizados pelo Programa Aqui Tem Farmácia Popular - Sistema de Copagamento

Fraldas Disponibilizadas pelo Programa Aqui Tem Farmácia Popular - Sistema de Copagamento

Portaria 971 de 15 de maio de 2012, que dispõe sobre o Programa - Aqui tem Farmácia Popular

Portaria 1.146 de 1º de junho de 2012, que dispõe sobre o Programa - Aqui tem Farmácia Popular

Endereços dos estabelecimentos integrantes do Programa em Volta Redonda

 

Farmacovigilância

A farmacovigilância é o trabalho de acompanhamento do desempenho dos medicamentos que já estão no mercado. As suas ações são realizadas de forma compartilhada pelas vigilâncias sanitárias dos estados, municípios e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Além de identificar efeitos indesejáveis, maléficos e danosos, esta ferramenta auxilia a identificação de medicamentos falsificados e com desvio de qualidade.

Os formulários preenchidos devem ser encaminhados para Comissão Municipal de Demandas em Saúde (na Policlínica da Cidadania – 2º andar) para serem protocolados e encaminhados para análise.

Formulário para preenchimento para notificação de Reações Adversas a Medicamentos e Desvio de Qualidade - Consumidor 

 


CMDS - Comissão Municipal de Demandas em Saúde

A Comissão Municipal de Demandas em Saúde é formada por médico, farmacêuticos, assistentes sociais e apoio administrativo.

Criada em 2016, esta acolhe todas as terças-feiras e quintas-feiras, das 13hs às 17hs, usuários com prescrição de medicamentos que não sabem como ter acesso a estes.

Após o preenchimento do formulário é realizada uma análise das suas necessidades farmacológicas, sendo ali avaliada a pertinência da tecnologia em saúde aplicada, a linha de cuidado que o usuário pode ser inserido no SUS e na última hipótese, a fundamentação adequada da negativa de fornecimento relatando as alternativas terapêuticas padronizadas pela rede assistencial.

A Comissão Municipal atende no Setor de Demandas Farmacêuticas do Departamento de Assistência Farmacêutica, localizado no 2º andar da Policlínica da Cidadania.

Documentação necessária para o acolhimento:

• Laudo médico;

• Receita médica;

• Cartão do SUS;

• Comprovante de Residência (Água, Luz, ou comprovante da Unidade de Saúde no nome do paciente);

• Comprovante de renda da composição familiar;

• Identidade e CPF.

Em breve a CMDS será instalada na antiga Farmácia Popular do Brasil, localizada na Rua 574 Nº 99 - Bairro N.S. Das Graças - Volta Redonda.

 

Demais Programas da Assistência Farmacêutica


Vitiligo – Relação de medicamentos disponibilizados para o programa

Saúde da Mulher – Relação de medicamentos disponibilizados para o programa de planejamento familiar

Atenção Hospitalar – Relação Municipal de Medicamentos para atendimento da Rede de Urgência e Emergência - anexo 2 da REMUME

Fitoterapia – Fitoterápicos disponíveis na rede de atenção à saúde

 

Outras informações consultar: http://portalms.saude.gov.br/assistencia-farmaceutica/

 

Secretaria Municipal de Saúde

Rua 566, nº 31 - Nossa Senhora das Graças  |  CEP: 27295-390

Tel: (24) 3339-9635/ 3339-9636/ 3339-9637  |  Tele/fax: (24) 3347-4148  |  Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.