• images/slider/01.jpg
  • images/slider/02.jpg
  • images/slider/03.jpg
  • images/slider/04.jpg

Saúde do Homem

 ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM

A cada três mortes de pessoas adultas, duas são de homens. Eles também vivem sete anos menos, em média, do que as mulheres. Esses são alguns dos dados que levaram o Ministério da Saúde (MS) a desenvolver a Política Nacional de Atenção à Saúde do Homem (PNAISH), que tem como principal objetivo a promoção da saúde masculina. O Ministério da Saúde estabeleceu como prioridade a proteção à população jovem e adulta masculina entre 20 a 59 anos e fomenta as ações estaduais e municipais com diretrizes contidas na portaria Nº- 1.945, de 27 de agosto de 2009.

PORQUE AS ESTATÍSTICAS DE MORTALIDADE MASCULINAS SÃO MAIORES ENTRE HOMENS?

Os homens habituaram-se a comandar, a prover as necessidades da família e a evitar sempre que possível o contato com os espaços da saúde, considerando ser próprio de sua identidade masculina. Avessos à prevenção e ao auto cuidado por considerá-los importantes apenas para as mães, as esposas e os filhos, quando os problemas surgem é comum que retardem a procura de atendimento, permitindo que os casos se agravem e ocasionando, ao final, maiores problemas e despesas para si e para o sistema de saúde que é obrigado a intervir nas fases mais avançadas das doenças.

O homem julga-se invulnerável, o que acaba por contribuir para que cuide menos de si mesmo e se exponha mais às situações de risco. Eles estão mais propensos ao uso de drogas, álcool e acidentes de trânsito.
Portanto, um dos grandes desafios na execução da PNAISH é fazer com que os homens vençam as barreiras socioculturais e cuidem mais da saúde.


QUAIS OS MAIORES RISCOS DE MORTALIDADE PARA OS HOMENS?

os riscos estão distribuídos em função das faixas etárias. Os homens jovens têm um risco elevado de morrerem por causas externas (acidentes de trânsito, homicídios e suicídios).

O adulto em idade produtiva têm aumento de risco de morte por doenças cardiovasculares (infarto, acidente vascular, aneurisma) o que se mantém como a primeira causa de morte a medida que envelhecem embora também se acrescente o aumento de mortes por câncer.

 

DICAS DE SAÚDE PARA O HOMEM

  • Não dirija se tiver ingerido bebida alcoólica e evite caronas ao perceber que o motorista está alcoolizado, pois é grande a incidência de acidentes de trânsito envolvendo homens jovens;
  • Pratique exercícios físicos regularmente. A atividade física realizada desde a juventude previne o organismo do risco de vários problemas à saúde;
  • Verifique periodicamente a pressão para detectar a Hipertensão Arterial evitando desta maneira possíveis complicações como derrame, infarto, problemas renais, aneurismas, etc;
  • Procure os serviços de saúde para realização do exame da próstata, a partir dos 40 anos de idade;
  • Utilize equipamento de proteção individual adequado ao trabalho profissional que executa;
  • Faça refeições balanceadas, evitando “os excessos”de sal, doces e gorduras. Uma dieta rica em alimentos saudáveis contribui para uma melhor qualidade de vida, previne contra a obesidade e hipertensão arterial;
  • Esteja em alerta para o risco de dependência ao tabaco e bebida alcoólica e procure apoio para deixar o vício.

 

COMO ESTÁ PREVISTO O ATENDIMENTO DE PREVENÇÃO AOS PROBLEMAS DE SAÚDE MASCULINA NO SUS DE VOLTA REDONDA?

Os acessos primários aos serviços de prevenção aos agravos da saúde masculina estão previsto nas Unidades Básicas de Saúde ou Unidades Básicas de Saúde da Família que abrangem os territórios ou bairros próximos das residências dos usuários do SUS. Estas unidades são referências em programas preventivos da saúde para diversos grupos etários e gêneros inclusive homens. Solicite maiores informações em sua unidade.

 

QUER SABER MAIS SOBRE A SAÚDE DO HOMEM EM VOLTA REDONDA?

Acesse o endereço eletrônico www.saudedehomens.blogspot.com.br

Confira mais sobre a Campanha no link sobre Saúde do Homem do Ministério da Saúde: http://portal.saude.gov.br

 

Secretaria Municipal de Saúde

Rua 566, nº 31 - Nossa Senhora das Graças  |  CEP: 27295-390

Tel: (24) 3339-9635/ 3339-9636/ 3339-9637  |  Tele/fax: (24) 3347-4148  |  Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.