• images/slider/01.jpg
  • images/slider/02.jpg
  • images/slider/03.jpg
  • images/slider/04.jpg

Saúde do Idoso

PROGRAMA DE ATENÇÃO INTEGRAL A SAÚDE DO IDOSO - PAISI

    O PAISI sendo responsável pela orientação das ações de saúde do idoso no município atua em conjunto com os demais programas da Secretaria Municipal de Saúde de Volta Redonda.
Integra ações de saúde do idoso na Atenção Básica, Média e Alta Complexidade.


IDOSO 

    Idoso é uma pessoa de idade avançada.   A Organização Mundial da Saúde classifica cronologicamente como idosos as pessoas com mais de 65 anos de idade em países desenvolvidos e com mais de 60 anos de idade em países em desenvolvimento.

POLÍTICA DE SAÚDE DO IDOSO

    É função das políticas de saúde contribuir para que mais pessoas alcancem as idades avançadas com o melhor estado de saúde possível. O envelhecimento ativo e saudável é o grande objetivo nesse processo. Se considerarmos saúde de forma ampliada torna-se necessária alguma mudança no contexto atual em direção à produção de um ambiente social e cultural mais favorável para população idosa.

    A promoção do envelhecimento saudável e a manutenção da máxima capacidade funcional do indivíduo que envelhece,  pelo maior tempo possível – foco central desta Política –, significa a valorização da autonomia ou autodeterminação e a preservação da independência física e mental do idoso. Tanto as doenças físicas quanto as mentais podem levar à dependência e, conseqüentemente, à perda da capacidade funcional. 

    A Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa (PNSPI), Portaria GM nº 2.528, de 19 de outubro de 2006, define que a atenção à saúde dessa população terá como porta de entrada a Atenção Básica/Saúde da Família, tendo como referência a rede de serviços especializada de média e alta complexidade.


COMO O PROGRAMA É DESENVOLVIDO? 

Na Atenção Básica

Todos os idosos devem ser cadastrados nas unidades da área de abrangência. Aqueles que têm até três co-morbidades e tem sua capacidade funcional e autonomia preservados serão acompanhados na própria unidade, podendo ser  direcionados para as atividades de grupo disponíveis.

Na Média Complexidade
 
    A Policlínica  da Melhor Idade atende  idosos  fragilizados, com  60 anos ou mais, encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde e de Unidades Básicas Saúde da Família, de acordo com critérios:

  • Depressão;
  • Osteoporose comprovada por densitometria óssea
  • Suspeita de demência;
  • Seqüela de derrame;
  • Portador de doença de Parkinson;
  • Portador de mais de 3 doenças crônicas.

Os usuários são atendidos por equipe multiprofissional. formada de:

  • Médicos geriatras;
  • Psicólogos;
  • Enfermeiros;
  • Fisioterapeuta  -  faz avaliação para referência ao Centro de Reabilitação Médica Tuffi Rafful (Estádio da Cidadania).

Na Alta Complexidade 


     Os Hospitais São João Batista e Hospital Municipal Munir Rafful atendem aos idosos que necessitam de internação. Após a alta, quando indicado o idoso poderá ser atendido pelos Programas de Internação Domiciliar – PID e / ou Programa de Atendimento Domiciliar – PAD 

PROJETOS DESENVOLVIDOS

  • Implantação da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa do Ministério da Saúde.
  • Projeto de Prevenção de Quedas em Idosos nas Unidades Básicas de Saúde da Família

AÇÕES DE INTEGRAÇÃO INTERSETORIAL

  • Participação ativa junto ao Conselho Municipal do Idoso;
  • Participação no Programa Saúde na Escola;
  • Participação nos Grupos de Terceira Idade da SMAC e da SMEL;
  • Com a Secretaria Municipal e Estadual de Educação.

AÇÕES DE TREINAMENTO E CAPACITAÇÃO

  • Treinamento para médicos generalistas, em Geriatria e Gerontologia;
  • Curso de Formação de Cuidadores de Idosos.

AÇÕES DE ENSINO SERVIÇO

  • UniFOA
  • UBM
  • FAETEC
  • ACADEMIA DA VIDA

 

DOENÇAS MAIS COMUNS NA TERCEIRA IDADE


    O envelhecimento acarreta mudanças no organismo do indivíduo e, geralmente, traz consigo algumas doenças. Diversos estudos indicam que todas as pessoas estão propensas a ter pelo menos uma doença crônica quando ficarem mais velhas. O envelhecimento será bem ou malsucedido de acordo com a capacidade funcional que a pessoa conseguir manter ao chegar à terceira idade. 
Por isso, atitudes preventivas, como alimentação e atividades físicas, entre outras, são importantes. Cabe lembrar que nunca é tarde para iniciar qualquer atividade física, com acompanhamento médico. Parar de fumar é outra atitude importante. Mesmo que uma pessoa só tome essa decisão ou venha a concretizá-la aos 75 anos, e por isso não consiga mais prevenir o surgimento de doenças, ela conseguirá reabilitar-se.
As doenças mais letais são as cardiovasculares, entre elas a hipertensão e o diabetes, que podem evoluir para a insuficiência cardíaca. As neuro-degenerativas (Mal de Parkinson e Mal de Alzheimer) não ocasionam a morte do paciente, mas afetam sua autonomia. Devido à sua complexidade, pouco se sabe sobre a prevenção. Outro problema freqüente é a depressão. De um quarto a três terços da população idosa mundial apresenta a doença. A depressão pode tornar o idoso dependente de outras pessoas e incapacitá-lo para a realização de suas atividades diárias. É importante procurar um médico, assim que identificados os primeiros sinais da doença, pois ela pode ser facilmente tratada com antidepressivos, se diagnosticada. 
O câncer, uma mutação das células que se caracteriza como a principal causa de morte nos países desenvolvidos, tende a aumentar no Brasil com o envelhecimento da população. Para a pessoa com câncer ou qualquer outra doença, principalmente as neurodegenerativas ou a depressão, em qualquer quadro, a participação da família é fundamental, oferecendo apoio ao paciente e estando atenta aos sintomas.

DICAS DE SAÚDE PARA OS IDOSOS 
VACINAS: MAIS PROTEÇÃO PARA OS IDOSOS 

    Não são apenas as crianças e os adolescentes que precisam se imunizar. Os adultos e os idosos também devem continuar recebendo doses de vacinas para se proteger de várias doenças. As seguintes vacinas estão à disposição no sistema público de saúde:

Vacinas essenciais 
Dupla tipo adulto (difteria e tétano)

     Protege o organismo contra a difteria e o tétano. Esse acomete com freqüência os idosos, devido a ferimentos domésticos e porque as pessoas que hoje têm mais de 60 anos não foram, na adolescência e na infância, alvo de campanhas de vacinação. Causado por uma bactéria, o tétano atua nos terminais nervosos. Seus principais sintomas são espasmos e rigidez muscular.
     É preciso tomar a vacina a cada dez anos. O adulto que nunca tomou a vacina ou desconhece quantas doses tomou deve receber três doses, com intervalo mínimo de 30 dias entre cada uma. Depois, é preciso tomar uma dose de reforço a cada dez anos. Se a pessoa se ferir e só tiver tomado uma dose ou não se lembrar de quantas tomou, precisará tomar as três doses, além do soro antitetânico. A vacina está disponível nas Unidades Básicas de Saúde do Município.

Influenza

     Também é conhecida como a vacina contra a gripe. O vírus Influenza provoca a gripe, cujos sintomas são febre alta, dor de garganta, dores no corpo, fraqueza e mal-estar. Nos idosos, a infecção pode evoluir com mais facilidade para uma pneumonia. É bom lembrar que a gripe é diferente do resfriado, causado por outros vírus e com sintomas mais fracos. A vacina requer uma dose a cada ano, administrada nas campanhas de vacinação do Ministério da Saúde, juntamente com a Secretaria de Saúde do Município de Volta Redonda.

Contra a pneumonia

     Protege o organismo contra a pneumonia causada pela bactéria pneumococo. Em pessoas com mais de 60 anos, a doença é três vezes mais freqüente, além da mortalidade ser maior, razões pelas quais a vacina se torna importante nessa faixa etária. No sistema público de saúde, ela é destinada a idosos hospitalizados ou internados em casas geriátricas e asilos ou acamados em suas residências. A vacina tem uma única dose, com reforço após cinco anos. Entre os sintomas da pneumonia estão febre, calafrios, dor no tórax, tosse com catarro e falta de ar.
Outras vacinas poderão ser úteis de acordo a necessidade do Idoso sob a orientação da equipe de saúde 

DE OLHO NOS REMÉDIOS

Os medicamentos são parte da rotina de praticamente toda pessoa que está na terceira idade. Estudos mostram que cerca de 70% dos idosos têm ao menos uma doença crônica que requer tratamento médico e terapêutico, ou seja, uso de fármacos. No Brasil, os idosos consomem, em média, de 2 a 3,4 medicamentos por dia. Tomar vários medicamentos com horários e doses diferentes nem sempre é fácil, principalmente para as pessoas que têm problemas de memória.

ATIVIDADE FÍSICA: NUNCA É TARDE PARA COMEÇAR

A atividade física é um ponto importante na qualidade de vida do idoso. No entanto, o tipo de exercício a ser realizado depende do organismo, da vontade de cada um e da orientação de um profissional qualificado.

 

Benefícios da atividade física

Melhora da velocidade ao andar e do equilíbrio;
Melhora da auto-eficácia;
Contribuição para a manutenção e/ou o aumento da densidade óssea;
Auxílio no controle do diabetes, da artrite, das doenças cardíacas e dos problemas com colesterol alto e hipertensão; 
Melhora da ingestão alimentar;
Diminuição da depressão;
Redução da ocorrência de acidentes, pois os reflexos e a velocidade ao andar ficam melhores;
Manutenção do peso corporal e melhora da mobilidade do idoso.

DICAS PARA UMA CASA SEGURA 
Meio Exterior

  • Acesso fácil sem barreiras – piso externo áspero com marcações claras dos caminhos;
    Porta da frente – vão igual ou maior que 80 cm livre;
  • Espaço livre para circulação junto à porta;
  • Desníveis sempre serão vencidos por rampas, Capachos e tapetes presos, colados e embutidos;
  • Exterior bem iluminado, facilitando a visão do interior para fora.

 

Interior da Casa

Cama – Largura variável – altura de 45 a 50 cm incluindo o colchão que deve ter densidade adequada ao peso do usuário. É importante que a pessoa sentada na beirada da cama, apóie os pés no chão, evitando assim a hipotensão postural (tonteira); 
Mesa de cabeceira – Altura cerca de 10 cm acima da cama. Bordas arredondadas. Sempre que possível fixada no chão ou na parede, evitando assim que se desloque caso a pessoa precise apoiar-se nela ao se levantar;

  • Tapete de borracha com ventosas no banheiro;
  • Ambientes livres de obstáculos, principalmente objetos e móveis baixos;
  • Cadeiras com braços de apoio lateral e espaldar alto;
  • Corrimãos ao longo dos degraus com altura média de 0,80 m;
  • Início e o final da escada demarcados;
  • Usar fita antiderrapante nos degraus;
  • Sempre que possível usar rampas ao invés das escadas para acesso às construções.

Evitar

  • Prateleiras de vidro e superfícies cortantes dentro dos banheiros;
  • Quinas vivas nos móveis, bancadas e passagens;
  • Aquecedores a gás dentro dos banheiros;
  • Tapetes soltos;
  • Cortinas pesadas;
  • Fumantes no quarto;
  • Andar só de meias dentro de casa;
  • Fios elétricos e de telefone soltos;
  • Escadas dobráveis;

 Usar

  • Chinelos antiderrapantes dentro de casa;
  • Interruptores de luz próximos à cama;
  • Luz de emergência e luz noturna nos corredores, banheiros e cozinha;
  • Piso cerâmico antiderrapante na cozinha, área e banheiros.

OUTROS CUIDADOS PARA UM ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL

  • Pratique exercícios (caminhadas, por exemplo);
  • Procure assistência médica se tiver com processo infeccioso respiratório acima de 3 dias;
  • Pare de fumar;
  • Mantenha adequada ingestão de líquidos (6 a 8 copos de água por dia);
  • Faça consumo de fibras;
  • Faça exercícios regulares;
  • Se você tem problemas de insônia;
  • Faça exercícios, beba leite morno, faça meditação, ouça música suave não tome café ou estimulantes.
  • Leia livros que não o excitem e assista a filmes com pouca ação;
  • Use roupas adequadas e luvas de proteção ao lidar com chamas de fogão;
  • Verifique a temperatura da água antes de tomar banho;
  • Não ingira muito sal e açúcar, use temperos alternativos e adoçantes artificiais; use sal com baixo teor de sódio;
  • Se você tem os pés frios, use meias ao dormir, mas não use bolsas térmicas, para evitar queimaduras;
  • Cuidados com a pele;
  • Use óleos e loções lubrificantes sobre a pele para proteção;
  • Use água morna e dê preferência a sabonetes neutros;
  • Tome sol (antes das 10 e após as 16 horas), com protetor solar;
  • Tenha cuidado com as unhas: lixe-as e não as corte;
  • Use roupas adequadas ao calor e ao frio, evitando exposições excessivas;
  • Esteja de bem com a vida;

Você vive só? Por que quer!

Avalie a possibilidade de arranjar amigos; ou estudar; ou participar de atividades conjuntas com Idosos promovidas pela Prefeitura do Município de Volta Redonda.  Seja útil! Use sua experiência para ajudar outras pessoas! "

 

Secretaria Municipal de Saúde

Rua 566, nº 31 - Nossa Senhora das Graças  |  CEP: 27295-390

Tel: (24) 3339-9635/ 3339-9636/ 3339-9637  |  Tele/fax: (24) 3347-4148  |  Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.