Além do bônus, profissionais da Educação receberão adiantamento de 1/3 das férias nesta terça-feira e terão reajuste salarial a partir de janeiro de 2022

A Prefeitura de Volta Redonda paga nesta terça-feira (28), a segunda parcela do Fundeb (Fundo Nacional da Educação Básica) para professores da Rede Municipal de Ensino, somando R$ 4,5 mil por matrícula. Além do abono, profissionais da Educação também receberão adiantamento de 1/3 das férias neste mesmo dia.

A secretária de Educação, Therezinha Gonçalves, a Tetê, explicou que o Governo Municipal aguardou a alteração da lei do Fundeb, que amplia a definição de "profissionais da educação" para áreas administrativas das escolas, no entanto, o texto ainda não foi sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro.

“Esperamos o máximo que pudemos, para ver se a lei seria sancionada pelo presidente para podermos incluir outros funcionários, mas infelizmente isso não aconteceu e a folha de pagamento tem que ser feita com antecedência. Além dos professores receberem um abono de R$ 4,5 mil por matrícula nesta terça-feira, também terão 1/3 das férias depositado”, disse Tetê, ressaltando que este recurso do Fundeb tem que ser investido no pagamento de salários dos professores até o fim do ano. A primeira parcela do bônus foi depositada em novembro.

Estes pagamentos aos profissionais da Educação acontecem junto aos demais servidores públicos da Prefeitura. Com isso, o governo municipal injetará quase R$ 100 milhões no comércio de Volta Redonda este mês.

Em 12 meses, 16 folhas de pagamentos

O prefeito Antonio Francisco Neto comemorou o fato de ter conseguido recuperar a administração pública, depois de ter assumido o governo com sérios problemas financeiros. Com mais estes pagamentos ao funcionalismo público efetuado, o governo Neto somará a 16ª folha quitada no ano, ou seja, em 12 meses, 16 folhas de pagamentos foram pagas; isso incluindo os atrasados deixados pela gestão anterior.

“Pegamos o município totalmente falido, mas graças a nossa equipe conseguimos superar. Para chegarmos a este momento que nós estamos chegando, tiramos R$ 17 milhões por mês da nossa folha de pagamento; de contratações indevidas e etc. Conseguimos vender nossa folha para o Itaú por quase R$ 40 milhões, vendemos alguns terrenos. Mas conseguimos sobreviver do ponto de vista financeiro, principalmente pela parceria com o governador do estado, Cláudio Castro. Ele, sem dúvidas, é um grande parceiro do município de Volta Redonda”, exaltou Neto.

Professores receberão piso nacional

Outra boa notícia é que a partir de janeiro de 2022 os professores da Rede Municipal receberão um aumento salarial. A prefeitura passará a pagar o piso nacional da categoria, um acréscimo de aproximadamente 20%. O pagamento será feito retroativo a janeiro de 2021.

“Nós vamos poder atender um pouco o professor aposentado. Logicamente não é o que gostaríamos, mas vamos atender um pouco o professor aposentado. Cada professor aposentado deve receber de R$ 1,3 mil a R$ 1,6 mil. A partir daí, eles terão um pequeno acréscimo mês a mês; que é mais ou menos R$ 300. Está sendo feito justiça. E também é uma conquista da Tetê”, elogiou Neto, dizendo que este recurso é do município de Volta Redonda.