Serviço é direcionado para pacientes com sintomas gripais, oito unidades funcionarão das 07h às 19h, com oferta de testes para detecção da Covid-19


A Prefeitura de Volta Redonda, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), amplia para oito o número de unidades básicas de saúde abertas neste fim de semana, dias 8 e 9. O serviço é direcionado para pacientes com sintomas gripais: coriza, dor de garganta, febre, tosse, dor de cabeça, alteração no olfato ou paladar.


A secretaria de Saúde recomenda as pessoas que tiveram contato com infectados por Covid-19 que procurem atendimento para realização de testes. As unidades dos bairros: 249, Siderlândia, São Geraldo, Siderópolis, Vila Mury, Retiro 1, Volta Grande e São Luiz funcionarão, das 07h às 19h, para atendimento médico e testagem para coronavírus nos casos em que haja indicação clínica.


A rede de urgência do município funciona ininterruptamente 24 horas todos os dias. Pacientes com complicações e sinais de gravidade são encaminhados a uma das unidades: Hospital do Retiro (HMMR), UPA Santo Agostinho (Unidade de Pronto Atendimento), Hospital Dr. Nelson Gonçalves (antigo Cais Aterrado) e Serviço de Pronto Atendimento (Cais Conforto).


O coordenador da Vigilância em Saúde de Volta Redonda, o médico sanitarista Carlos Vasconcellos, ressalta que o paciente com sintomas gripais é submetido à testagem para Covid-19 após avaliação da equipe de saúde. A rede pública (SUS) oferece exames de RT-PCR e antígeno – ambos coletados através de swab nasal.


“Na rede pública ainda não há testes disponíveis de Influenza. O protocolo para síndrome gripal é que o paciente seja testado para Covid-19, nos casos em que haja indicação clínica. Caso o resultado seja negativo, o profissional de saúde irá fazer a indicação do tratamento para gripe. Importante ressaltar: pessoas que tiveram contato com infectados por Covid-19, chamadas de contactantes, devem realizar a testagem”, disse.


O médico reforça que aliada às estratégias de vacinação contra o coronavírus, igualmente é de grande importância a continuidade das medidas de prevenção e controle da doença, que contribuem também para redução dos casos de síndromes gripais.

“O uso de máscara facial, a higienização das mãos com água e sabão, álcool 70% – principalmente antes de comer algum alimento – além de manter os ambientes bem ventilados, evitar aglomerações e lugares fechados. Todas essas medidas são fundamentais e a população deve manter para evitar a transmissão por Covid-19, Influenza e outras doenças respiratórias”, alertou Vasconcellos.

 

Foto: Secom/PMVR