Município aguarda a entrega das remessas da Pfizer, que são distribuídas pelo Governo Estadual. Seis escolas vão sediar a imunização infantil na cidade

A Prefeitura de Volta Redonda, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), se prepara para dar início à vacinação de crianças de 11 a 05 anos contra a Covid-19. Os lotes de vacinas do laboratório norte-americano Pfizer chegaram ao Brasil nesta madrugada (13). O município aguarda a entrega dos imunizantes, a distribuição é feita pelo Governo Estadual.

A expectativa, segundo a Secretaria de Saúde, é que Volta Redonda inicie a vacinação no início da próxima semana, entre segunda ou terça-feira. Isso depende, exclusivamente, do cronograma de entrega do governo do estado. A vacinação começará com a faixa etária de 11 anos (todas as crianças dessa idade) e crianças com comorbidades de 5 a 10 anos, que também terão prioridade na imunização, com a apresentação de comprovação clínica.

O intervalo entre as duas doses deverá ser feito em até oito semanas. Por determinação do Ministério da Saúde, as crianças devem estar acompanhadas dos pais ou responsáveis no ato da imunização com os seguintes documentos: caderneta de vacina, cartão SUS ou CPF.

Onde as crianças devem se vacinar?

O coordenador da Vigilância em Saúde de Volta Redonda, o médico sanitarista Carlos Vasconcellos, esclareceu que a vacinação infantil começará com o público de 11 anos e será sediada em seis unidades escolares, das 09h às 17h, sendo elas:

- Colégio João XXIII – bairro Retiro;
- CIEP Wandir de Carvalho – bairro Siderlândia;
- Colégio Professora Themis de Almeida Vieira – bairro Conforto;
- Colégio Professora Delce Horta Delgado – bairro Aterrado;
- Escola Municipal Professor Jaime de Souza Martins– bairro Santo Agostinho;
- C.M.E.I. Profª Mariana Aparecida Vieira Bressan – bairro Santa Cruz.

Crianças com sintomas gripais podem se vacinar?

O médico sanitarista Carlos Vasconcellos orienta que crianças com sintomas de Covid-19 ou síndrome gripal devem adiar a vacinação. Para que a imunização seja feita, a recomendação é que o quadro de saúde esteja totalmente normalizado.
“Crianças que estejam com sintomas de Covid-19, ou que tenham tido a doença confirmada há menos de 28 dias, terão a vacinação adiada. No caso de crianças com sintomas gripais, os pais devem levar a criança até uma unidade básica de saúde para realizar a testagem para a doença”, finalizou Vasconcellos.

 

Foto: Cris Oliveira- Secom/PMVR