Grupo de 27 profissionais começa a trabalhar na próxima segunda-feira, 17

A Prefeitura de Volta Redonda efetivou a contratação de 27 pessoas com deficiência que serão responsáveis pelo projeto de modernização do acervo municipal. O grupo vai atuar na digitalização de documentos, promovendo agilidade à administração pública. Todos assinaram o contrato na tarde desta sexta-feira, 14, no auditório da PMVR, e foram recebidos pelo secretário municipal da Pessoa com Deficiência, o pastor Washington Uchôa, e pelo gerente do projeto Samuel César Queiroz Pereira.

Pastor Washington conversou com os novos funcionários para apresentar a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPD), criada no ano passado, e ainda desejou sucesso no trabalho. “Com estas contratações atingimos o segundo ponto prioritário para a equipe da SMPD: a oportunidade de emprego. Ainda em 2021 conseguimos realizar o primeiro: a educação, com a oferta de curso superior de Administração adaptado para pessoas com deficiência no UGB (Centro Universitário Geraldo Di Biase)”, falou.

“Entre os contratados, 12 fazem o curso no UGB. E é muito bom começar o ano dando esta oportunidade de inserção no mercado de trabalho. Acreditamos que o acesso ao conhecimento e o emprego trazem dignidade. E contamos com o apoio irrestrito do prefeito Antônio Francisco Neto que incentivou esta iniciativa”, afirmou o pastor Washington.

O contrato tem duração de 12 meses, podendo ser prorrogado, e o trabalho será realizado na Seção de Documentação e Arquivo da Prefeitura, que fica na antiga Escola Estadual Maranhão, no bairro Eucaliptal. O início dos trabalhos será na próxima segunda-feira, 17, juntamente com capacitação de forma presencial para o serviço. Na quinta-feira, 16, todos participaram de treinamento por videoconferência.

Lázaro Roberto de Oliveira Carola e Matheus Pires Moreira são colegas no curso superior de Administração e agradeceram a oportunidade. Eles foram selecionados para atuar na digitalização dos arquivos da prefeitura e prometem dedicação. “Há poucas vagas para pessoas com deficiência nas empresas, apesar de serem obrigadas a destinar uma porcentagem do quadro de funcionários para nós”, contou Lázaro. E Matheus acrescentou: “quando tem vaga e estou qualificado para o cargo, às vezes não tenho acesso por ser cadeirante”.

Samantha Narciso de Souza também vai trabalhar na modernização do acervo da prefeitura e está animada para começar. “A capacitação online na quinta-feira me deixou ainda mais ansiosa para conhecer o serviço na prática”, contou, afirmando que já atuou em salão de beleza e em empresa de segurança, mas não se identificava nas funções. “Tenho um curso na área de logística e pretendo cursar faculdade de Direito”, disse.

Entre as vagas oferecidas estão: preparador, digitalizador e indexador e foram exigidos diploma de conclusão do Ensino Fundamental e conhecimentos básicos de informática (Windows, Word, Excel, Internet e Correio Eletrônico). Para executar o trabalho, a Prefeitura de Volta Redonda contratou o Centro de Treinamento de Educação Física Especial – CETEFE, uma associação para intermediar a contratação de pessoas portadoras de deficiência para prestação de serviços especializados em gestão e tratamento documental.

Samuel César de Queiroz Pereira vai gerenciar o projeto de digitalização dos documentos da prefeitura e também está empolgado com início dos trabalhos. “Assim como eles, estou ansioso para começar o serviço. Tenho certeza que se depender de animação e dedicação o projeto será um sucesso”, afirmou.


Foto: Cris Oliveira- Secom/ PMVR